Sonetos da portuguesa

Sonetos da portuguesa

by Elizabeth Barrett Browning, Leonardo Fróes

NOOK Book(eBook)

$3.99

Available on Compatible NOOK Devices and the free NOOK Apps.
WANT A NOOK?  Explore Now
LEND ME® See Details

Overview

Pouco conhecida do público no Brasil, a poeta inglesa Elizabeth Barrett Browning (1806-1861) é aclamada em todo o mundo pela crítica especializada. Seus sonetos figuram entre os mais populares da língua inglesa. Dona de uma biografia tão surpreendente quanto sua obra, ela publicou os Sonetos da portuguesa em 1850, tendo-os escrito anos antes, durante o período em que se correspondeu com o também poeta e futuro marido Robert Browning. A edição brasileira desta coletânea ganha tradução primorosa e um enriquecedor posfácio assinado por Leonardo Fróes. Os sonetos deste livro narram a imprevisível história de amor de Elizabeth e Robert, oito anos mais jovem que a escritora. O romance tem início quando a escritora, aos 40 anos, levando uma vida reclusa, recebe uma carta de Robert. Não bastasse a idade, avançada para o matrimônio naquela época, Elizabeth e seus irmãos tinham ordens expressas de seu excêntrico pai, Mr. Barrett, um homem rico, herdeiro de plantações na Jamaica, para nunca se casar; caso contrário seriam deserdados e afastados do convívio familiar. Durante a troca de correspondência, Elizabeth foi, passo a passo, delineando os seus sonetos. Por isso seus versos abrigam, segundo o tradutor e também poeta Leonardo Fróes, "três movimentos de definição muito clara: o da recusa inicial da amada, o do contágio do amor que se propaga (...) e o do coroamento glorioso do encontro (...)".

Product Details

ISBN-13: 9788581221113
Publisher: Rocco Digital
Publication date: 10/03/2012
Sold by: Bookwire
Format: NOOK Book
Pages: 128
File size: 614 KB

About the Author

Elizabeth Barrett Browning nasceu em Kelloe, Durham, em 1806. Publicou seu primeiro livro de poesias, The Battle of Marathon, em 1820. Em seguida vieram A Essay On Mind, with Other Poems, Prometheus Bound, Translated from the Greek of Aeschylus, and Miscellaneous Poems e The Seraphim, and Other Poems, entre outros. Morreu em 1861, em Florença, onde vivia com o marido, o poeta Robert Browning, e o filho, Pen.

Customer Reviews

Most Helpful Customer Reviews

See All Customer Reviews